ENTRANDO NO MEDO

ENTRANDO NO MEDO

 

Sempre que houver medo,
nunca tente escapar dele.
Na verdade, siga as indicações do medo.
É na direção delas que você precisa se movimentar.
O medo é simplesmente um desafio.
Ele o chama: “Venha”.

 

Sempre que algo for realmente bom,
ele também é amedrontador, porque lhe traz alguns insights.
Ele o força em direção a certas mudanças,
leva-o a um ponto crucial a partir do qual, se você voltar, jamais se perdoará.
Você sempre se lembrará de si mesmo como um covarde.
E se você seguir em frente, será perigoso.
Por isso é amedrontador.
Quando houver algum medo,
lembre-se sempre de não voltar,
porque essa não é a maneira de resolvê-lo.
Entre ele.
Se você tiver medo da noite escura,
entre na noite escura – porque essa é a única maneira de superá-la, de transcender o medo.
Entre na noite;
não existe nada mais importante do que isso.
Espere, fique ali sozinho e deixe que a noite aja.
Se você tiver medo, trema.
Deixe que o tremor esteja presente, mas diga à noite:
Faça o que você quiser fazer. Estou aqui.”
Após alguns minutos, você perceberá que tudo se ajustou.
A escuridão não é mais escura, ela se tornou luminosa.
Você a desfrutará, poderá tocá-la
O silêncio aveludado, a vastidão, a música.
Você será capaz de desfrutá-la e dirá:
“Que tolo eu fui de ficar com medo de uma experiência tão linda!”

 

OSHO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s